Assembleia marca início da negociação coletiva 2021-2022

OUÇA A ENTREVISTA DO PRESIDENTE DO SINTRICOMB

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Brusque e região (SINTRICOMB) deu início na última semana ao período de negociação coletiva 2021-2022 no setor. A primeira etapa foi a assembleia realizada com os trabalhadores e que aconteceu na sexta-feira, 12, na Sede Recreativa da entidade, o Recanto Claraíba, em Nova Trento, tendo validade para todas as dez cidades em que o sindicato possui base de atuação.

Na oportunidade, os trabalhadores presentes aprovaram pedido de reajustes nos salários em 9%. O montante leva em consideração o acumulado da inflação ao longo dos últimos 12 meses, mais valor de ganho real. A expectativa é de que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) feche em torno de 7% no próximo mês. Ele é usado como indicador para as negociações salariais.

“Tivemos a oportunidade de conversar com os trabalhadores, expor nossas propostas. Sabemos que é um ano atípico e viemos passando por uma grande dificuldade. Mas também é um ano de sentarmos com a classe patronal e fazermos uma boa negociação”, destaca o presidente do sindicato, Izaias Otaviano.

O documento com a proposta solicita o mesmo percentual de reajuste tanto nos pisos da categoria, bem como nos salários de quem recebe acima deles.

“Entendemos que é uma proposta, sensata e equilibrada, com tem sido em todos esses anos que realizamos a negociação coletiva”, pontua ele, afirmando que os indicadores mostram que a construção civil da região está em expansão.

A CCT da construção civil é formada por mais de 40 cláusulas. Somente a que trata do reajuste salarial foi encaminhada com alteração. Todas as demais estão mantidas, dentro do que propõe os trabalhadores.

A proposta elaborada na assembleia foi encaminhada ao Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Brusque, Guabiruba, Botuverá e Nova Trento (SINDUSCON), que representa os empresários do setor na negociação.

Uma comissão de trabalhadores foi formada na assembleia. O grupo terá a missão de sentar à mesa de negociação com os representantes dos empresários para discutir a CCT.

O que é a Convenção Coletiva de Trabalho?

A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT0 é um documento celebrado entre representantes dos patrões e dos empregados. Nela contém todas as cláusulas acertadas entre as duas partes durante o período de negociação coletiva, onde se definem regras que vão nortear o setor dentro de determinada região, inclusive de cunho salarial. A CCT tem poder de lei e, a partir de 2017, com a Reforma Trabalhista, o que é definido e assinado entre as partes nela se sobressai sobre as legislações superiores.

Após ser assinada, todas as empresas que integram aquele setor precisam segui-la, independente se associadas ou não à entidade empresarial. Da mesma forma, todos os empregados são beneficiados ou precisam seguir o que for determinado nela, independente se associados ou não ao sindicato laboral.

A CCT precisa ser renovada a cada ano.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 5 =

Pin It on Pinterest