Construção civil registra índices positivos de reajustes salariais nos últimos anos

Apesar das turbulências no mercado, principalmente com a pandemia do Coronavírus, o setor de construção civil e mobiliário de Brusque e região tem marcado índices positivos nas negociações coletivas ao longo dos anos. Os percentuais de reajustes salariais nos pisos da categoria, acertados entre o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário (SINTRICOMB) e o Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário (SINDUSCON), ultrapassam 80% nos últimos nove anos.

O número é fruto de levantamento feito pelo SINTRICOMB com base nos resultados das Convenções Coletivas de Trabalho (CCT) assinadas entre as duas entidades de 2012 a 2021. Nesse período, os pisos salariais da categoria sofreram reajustes de 86,50%. Da mesma forma, os salários de quem recebe acima dos pisos foram reajustados em 61,53%, com ganho real de, aproximadamente, 25% nesse período. O ganho real é aquilo conseguido além do que determina a lei.

Para o presidente do SINTRICOMB, Izaias Otaviano, os índices são muito positivos e refletem a força do trabalho do sindicato frente às negociações com a classe empresarial.

“Passamos por diversos problemas nestes últimos tempos, como pandemia, por exemplo, mas conseguimos trabalhar naquela linha que tínhamos definido no início do meu mandato como presidente, de valorização do piso e do salário do trabalhador”, destaca ele.

Este ano, o percentual de reajuste nos salários foi o maior dos últimos: 7,59% para quem recebe acima dos pisos da categoria e de 9% para quem recebe os pisos. Em 2020, os percentuais foram de 2,45% e 3%, respectivamente. O último ano em que o percentual ficou acima de 7% foi em 2016, com 9,83% e 12,50$, respectivamente.

 

Negociação 2021 teve ganho real

 

A negociação com o sindicato patronal (SINDUSCON) foi iniciada em março deste ano, após as assembleias com os trabalhadores, que definiram os percentuais de reajustes a serem enviados aos empresários.

 

Depois disso, reuniões entre a comissão de negociação dos trabalhadores e do SINDUSCON tratou dos pontos apresentados no documento. O martelo foi batido no último dia 27 de abril, em reunião das duas comissões.

 

NOVOS VALORES DEFINIDOS

Os novos valores salariais ficaram assim definidos:

MESTRES DE OBRAS        R$ 2.369,00                         R$ 10,77 por hora

PROFISSIONAL                   R$ 1.991,00                        R$ 9,05 por hora

MEIO OFICIAL                    R$ 1.718,00                        R$ 7,81 por hora

SERVENTE                           R$ 1.600,00                        R$ 7,28 por hora

SUBSÍDIO CONJUGE          R$ 95,00

PRÊMIO FREQUÊNCIA       R$ 53,00

 

Percentuais de reajuste ao longo do ano

Amigos, solicito atenção para correção no material enviado anteriormente. A tabela com os valores de reajustes da construção civil de Brusque acabou sendo cortada. Envio, abaixo, ela completa. Fico grato se puderem verificar esse detalhe. Peço desculpas.

Percentuais de reajuste ao longo do ano

 

 

 REAJUSTE PISO REAJUSTE ACIMA DO PISO
2012 12,00% 7,00%
2013 13,00% 8,00%
2014 11,50% 7,00%
2015 10,50% 8,60%
2016 12,50% 9,83%
2017 5,50% 3,99%
2018 5,00% 2,00%
2019 5,50% 5,07%
2020 3,00% 2,45%
2021 9,00% 7,59%
Total     87,50% 61,53%

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − três =

Pin It on Pinterest