Fórum Sindical realiza reunião de junho na sede do Sintricomb

O Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região se reuniu na tarde desta segunda-feira, 3, na sala de reuniões do Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil (Sintricomb). A reunião teve como anfitrião do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Material Plástico e Químico (Sintiplasqui). O presidente do Sintricomb, Izaias Otaviano, e a diretora Patricia Cestari marcaram presença.

Na oportunidade, o grupo de sindicalistas recebeu as visitas do diretor do campus Brusque do Instituto Federal Catarinense (IFC), Julio Pedroso, e do vereador de Brusque Claudemir Duarte, o Tuta. Pedroso falou a respeito da situação do instituto depois do anúncio do governo de cortes na área de educação e o quanto isso vai afetar o trabalho do órgão na cidade.

“Naquele momento, eles conseguiram mostrar para a sociedade e que existe o IFC na cidade, que realmente estão com bastante dificuldade e que virão outras mais”, comenta o coordenador do Fórum, Jean Carlo Dalmolin.

O IFC, conforme relatou Pedroso, possui, atualmente, cerca de 600 estudantes matriculados.  Desses, 577 são de Brusque e outros 113 do município de Guabiruba. Até 2021, a meta é de chegar a 900 alunos. Em relação aos valores cortados, o órgão viu reduzir de R$ 1,2 milhão para R$ 800 mil.

Audiência pública reprovada

Já o vereador Tuta falou sobre a rejeição pela Câmara Municipal de pedido seu de audiência pública para debater a proposta, também federal, de Reforma da Previdência. Na avaliação e Dalmolin, o debate seria uma oportunidade perfeita para que as pessoas pudessem ir e tirassem suas dúvidas a respeito do assunto.

“Infelizmente, a grande maioria dos vereadores acabou não querendo que isso acontecesse. O que entendemos que foi um grande prejuízo para a sociedade, pois seria, talvez, um momento único de a população ter essa abertura para dialogar sobre a reforma”, pontua Dalmolin, lembrando que a audiência pública havia sido um pedido feito pelo Fórum.

Outros assuntos

Ainda na reunião, os sindicalistas membros do Fórum discutiram sobre que ações devem ser tomadas a respeito da área de saúde. Na semana anterior, a Prefeitura anunciou que não pretende retomar o convênio com as entidades sindicais laborais para encaminhamento de pessoas ao Sistema Único de Saúde (SUS) após estas serem atendidas por médicos nos sindicatos.

Na visão dos sindicalistas, a medida não afeta os sindicatos, mas, sim, os associados, que vão ter de se deslocar ás UBS (Unidades Básicas de Saúde) para receber atendimento médico quando poderiam fazer isso nos próprios sindicatos.

Fórum Sindical se reuniu na sede do Sintricomb
Fórum Sindical se reuniu na sede do Sintricomb

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

15 − 8 =

Pin It on Pinterest