“Comecei a vir com ele, fui ficando, gostando e hoje estou aqui”

“Comecei a vir com ele, fui ficando, gostando e hoje estou aqui”. A frase foi dita pela trabalhadora Joceane de Cassia Wolff dos Santos, de 47 anos de idade. Ela resume a decisão que tomou 15 anos atrás, de ir para o canteiro de obra trabalhar como servente de pedreiro e  ajudar o esposo na construção civil. De lá para cá não saiu mais e hoje o casal está mais unido do que nunca, trabalhando junto, inclusive.

A presença de mulheres trabalhando na construção civil ainda causa surpresa. Isso porque trata-se de um setor cuja presença masculina ainda é muito forte e dominante. Até pelo fato de ser atividade, muitas vezes, que exige força bruta e desgastante. Só que isso não assusta a trabalhadora Joceane. Natural de Guaramirim, ela reside na cidade de Brusque há 22 anos, onde mora com o esposo, Mag, e o filho no bairro Thomas Coelho.

De uma necessidade, a função de servente passou a fazer parte da sua rotina. “Ninguém quer trabalhar, na verdade, de servente. Porque é um trabalho mais pesado. Quem vinha, faltava. Vinha dois ou três dias e faltava, não queria mais. Aí, comecei a vir com ele (o marido), fui ficando e acabei gostando”, conta ela.

Com a decisão dela, Mag não precisou mais pagar servente para lhe ajudar nas obras às quais era contratado. Com isso, o dinheiro ficava em casa, já que a esposa passou a receber essa parte.

Mas antes da construção civil, Joceane trabalhou na área têxtil. Na verdade, foi a necessidade que a fez se deslocar para a área que está. “Eu saía, tinha as criança se não havia com quem deixar. Eu deixava com um conhecido e a pessoa não cuidava direito. Nisso entrou o Conselho Tutelar, que aqui é bem rígido, e eu tive que sair do serviço e ficar em casa”, relembra, afirmando que passou a exercer a função de servente para ajudar o marido.

Hoje, Joceane, o esposo Mag e o filho trabalham juntos. Ela de servente e os dois são pedreiros se revezam para executar as obras para onde são contratados. Atualmente, executam uma no bairro Santa Terezinha, em Brusque.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um × 2 =

Pin It on Pinterest