Reunião sela adesão da Prefeitura de Brusque em ações conjuntas na construção civil

Mais uma etapa da retomada de parcerias para ações conjuntas na construção civil foi realizada nesta terça-feira, dia 2. Uma reunião selou a entrada da Prefeitura de Brusque também neste trabalho. O encontro ocorreu no gabinete do prefeito de Brusque, André Vechi, que confirmou apoio do poder público local na empreitada.

Na reunião, o presidente do SINTRICOMB, Izaias Otaviano, afirmou que a ação entre o sindicato, o CREA-SC, o SINDUSCON e a Vigilância Sanitária busca atacar problemas que afetam, direta ou indiretamente, todos os envolvidos. Por isso, é fundamental a união de mãos para resolver tais situações, cada qual dentro de suas prerrogativas.

O prefeito salientou que é de interesse da Prefeitura resolver os problemas que forem detectados e que disserem respeito à atuação do pode público. Entre estes as condições de higiene e saúde nestes locais, documentação irregular, entre outros.

Participaram da reunião o presidente do SINTRICOMB, Izaias Otaviano, o prefeito de Brusque, André Vechi, o presidente do SINDUSCON, Ralf Maschio e Silva, a diretora regional do CREA-SC para Brusque, Pâmella Adryan da Silva, a responsável pela Vigilância Sanitária de Brusque, Carol Massaneiro, além de servidores do IBPLAM, da Prefeitura, do CREA-SC e do SINTRICOMB.

Além de Brusque, a ação de vistorias em obras envolverá, ainda, a cidade de Guabiruba, onde uma reunião aconteceu na semana anterior no gabinete do prefeito Valmir Zirke. O objetivo é de identificar problemas existentes no setor durante a execução de obras na construção civil e encaminhar aos órgãos competentes. O SINTRICOMb ficará responsável por questões relacionadas à saúde e segurança dos trabalhadores, além da informalidade, enquanto que o CREA-SC atuará no que diz respeito à ausência de documentação e profissionais engenheiros responsáveis.

O SINDUSCON também atuará no sentido de verificar as empresas que atuam de maneira irregular em detrimento àquelas que possuem toda documentação conforme exige a lei. As prefeituras, através de seus setores de Vigilância Sanitária,verificarão as condições de saúde e insalubridade nestes locais e que podem afetar não somente os trabalhadores, mas a comunidade no entorno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um + 20 =

Pin It on Pinterest