Definido reajuste salarial e negociação das cerâmicas e olarias de Canelinha e Tijucas

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Brusque e região (SINTRICOMB) e o Sindicato das Indústrias de Cerâmicas e Olarias do Vale do Rio Tijucas (SINCERVALE) fecharam acordo e encerraram a negociação salarial e coletiva deste ano no setor para a região de Canelinha. Uma reunião entre as comissões das duas entidades, realizadas na terça-feira, dia 7, bateu o martelo. O acordo tem validade no período 2023-2024.

A negociação do setor, iniciada em janeiro, acertou reajuste salarial de 7% (sete por cento) para todos os empregados das empresas do setor. São em torno de 500 deles somente na cidade de Canelinha, principal município da base em que atuam os dois sindicatos no segmento de cerâmicas e olarias. O valor recai sobre os salários a serem pagos aos trabalhadores na folha de janeiro.

“Nossa pedida era de 8%, mas o índice de inflação está na casa de 5%, ainda restando o fechamento. Não conseguimos os 8%, mas entendemos que foi uma boa negociação, principalmente pela agilidade com que conseguimos fechar”, destaca o presidente do SINTRICOMB, Izaias Otaviano.

Com isso, o percentual será aplicado a todos os salários da categoria e, da mesma forma, nos valores dos pisos. São três que integram o setor (VEJA OS NOVOS VALORES AO FINAL).

A negociação ainda acordou o pagamento de um valor maior no chamado Incentivo de Assiduidade, que diz respeito a uma recompensa ao empregado que não faltar ou chegar atrasado durante o mês. O valor vai de R$ 160,50 a R$ 428,00, conforme estabelecido na cláusula 11 da Convenção Coletiva de Trabalho 2023-2024. Ele levará em conta as condições financeiras da empresa e pode ser pago tanto em dinheiro ou alimento, conforme o desejo do empregado.

Negociação também abrangeu setor de Tijucas

Ao contrário dos anos anteriores, a negociação deste ano teve a participação do Sindicato dos Trabalhadores nas Cerâmicas e Olarias de Tijucas. O motivo se deve à proximidade dos municípios e pelo sindicato patronal ser o mesmo nas duas cidades. A intenção de unificar as tratativas é de criar parâmetros de reajustes salariais próximos, considerando que muitos dos trabalhadores residem em uma cidade e atuam profissionalmente em outra, e vice e versa.

Confira os novos valores dos pisos salariais:

Piso Profissional               R$ 2.173,70 ou R$ ,88 a hora

Piso Servente                   R$ 1.649,40 ou R$ 7,49 a hora

Prêmio frequência          R$ 140,00

Incentivo Suplementar à Assiduidade     de R$ 160,50 a R$ 428,00

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

6 + 11 =

Pin It on Pinterest