SINTRICOMB participa do 9º Encontro Estadual de Mulheres Trabalhadoras da NCST-SC

A Nova Central Sindical de Trabalhadores de Santa (NCST-SC), com apoio da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Santa Catarina (FETRAMESC), realizou o 9° Encontro Estadual de Mulheres Trabalhadoras. O evento teve como local o auditório da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias do Estado de Santa Catarina (FETIESC). Foram dois dias e cinco palestras com temas voltados à participação feminina na sociedade e, em especial, no movimento sindical trabalhista. O SINTRICOMB participou do evento com o presidente, Izaias Otaviano, que também presidente a NCST-SC, além da diretora, Patricia Cestari, e a assessora jurídica, Mylla Rebouças.

No primeiro dia, de forma online, a secretária da Mulher da Nova Central Sindical nacional, Sônia Maria Zerino, ministrou sobre o tema “Democracia e autonomia econômica da mulher”. Sônia explanou sobre a necessidade de a mulher buscar ocupar espaços de liderança e lutar com força por temas como a equiparação salarial.

O segundo momento do dia teve como protagonista a advogada e mestre em ciências jurídicas Marilúcia Ronconi. Com vasta experiência como assessora jurídica no serviço público e na rede privada, ela abordou o tema “Entre assédios, sobrecarga de trabalho e rompimentos: as mulheres e o peso do cotidiano”. Ao longo de 60 minutos, ela apresentou relatos de situações que afetam diretamente a mulher e seu dia a dia. Ao mesmo tempo, o quanto ela precisa se desdobrar em inúmeras figuras, indo desde a profissional, mãe, dona de casa e, principalmente, mulher.

A mulher e o movimento sindical

A cientista social e historiadora Crystiane Peres, integrante do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), abordou sobre a participação feminina no meio sindical. Com o tema “Negociação coletiva: espaço de atuação e luta das mulheres”, ela apresentou dados sobre a história de ocupação dos espaços de poder e liderança, chamando a mulher para buscar estar nestes locais.

Mulheres na política

O segundo dia do evento abriu com a fala da vereadora e doutora em educação Marlina Oliveira. Ativista das causas raciais e defesa do negro na sociedade, Marlina chamou atenção para a importância de a mulher se fazer presente na política, onde as decisões acontecem. Da mesma forma, apresentou número sobre a quantidade de mulheres eleitas nas últimas eleições, principalmente em sua cidade, Brusque. Neste município, Marlina e a única mulher entre 15 parlamentares.

Comunicação assertiva e gestão de emoções

A treinadora comportamental Adelita Fernandes encerrou o 9° Encontro Estadual de Mulheres Trabalhadoras da NCST-SC. Ela abordou técnicas de comunicação e como a mulher pode e deve se portar para passar a mensagem que deseja. Em um mundo dominado pelos homens, essas atitudes são indispensáveis para que a mulher assegure, principalmente, respeito.

Evento de sucesso

A secretada Mulher da NCST-SC, Adriana Bombassaro Zanella, comemorou mais uma edição do encontro. Para ela, os temas discutidos nos dois dias mostram a importância de se levar conhecimento para o movimento sindical, em especial para as lideranças femininas.

Já a diretora da FETRAMESC, Adriana Classar Ribas, acredita que eventos como esse servem para disseminar informações sobre temas relacionados à atuação feminina. Ou seja, as mulheres que participaram do 9° Encontro levarão o que aprenderam para que isso chegue a mais e mais mulheres.

Para o presidente da NCST-SC, Izaias Otaviano, o evento deste ano marcou mais uma vez a preocupação da Nova Central Sindical de Trabalhadores de Santa Catarina em capacitar.

“Desde que assumimos, temos como meta trabalhar muito a questão da formação no movimento sindical. E não é diferente com relação à participação da mulher “, destacou ele.

A Secretaria da Mulher da NCST-SC já começa a discutir o próximo evento, com a intenção de fazer algo agora ainda maior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dez − oito =

Pin It on Pinterest